#comosefaz: creme de leite

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+

O creme de leite é um verdadeiro coringa na cozinha – parte importante de receitas doces e salgadas, ele está presente do café da manhã às refeições principais e sobremesas. Ele é um derivado do leite de vaca preparado, comercialmente, por separação centrífuga entre a parte lipídica, menos densa, e o leite desnatado. Há diferentes preparações do creme de leite, com diferentes percentuais de gordura e consequentes variações na consistência do creme. Por isso, é importante conhecer mais sobre ele para aprender a preparar melhor seus pratos.

Para saber detalhes sobre a fabricação do creme de leite, conversamos com Pedro Gonçalves, Diretor de Marketing de Sistema de Processamentos da Tetra Pak nas Américas.

Tigela com morango servido com delicioso creme de leite

Creme de leite caseiro

Na prática, preparar o creme de leite em casa é bastante trabalhoso. São necessários pelo menos 2 litros de leite para que se obtenha a quantidade de nata ideal para preparar cerca de 480 gramas de creme de leite. A validade dele é bem menor, sendo necessário refrigerar e consumir rapidamente o produto.

O caseiro pode ser feito com leites não homogeneizados ou crus – mas é importante lembrar que a legislação brasileira não permite a venda direta de leite e derivados crus, pois eles podem conter diversas bactérias nocivas à saúde. Por isso, o mais prático e seguro é optar pelas variações disponíveis no mercado.

Creme de leite pasteurizado

Embora muitas vezes seja vendido como “fresco”, você já sabe que, tecnicamente, esse produto não é literalmente fresco, pois precisa passar pelo processo de pasteurização. Nele, “o produto é aquecido a 90ºC, aproximadamente. Assim, sua validade nas prateleiras dos mercados é de aproximadamente 1 semana ou um pouco mais, se estiver refrigerado”, explica Pedro. “E tudo isso dependendo da qualidade do leite e de outros fatores, como o transporte – se o produto ficar fora do carro refrigerado, por exemplo, algumas bactérias voltam a  se reproduzir e irão degradar o produto”.

Essa variação costuma ter um percentual de gordura maior, o que o torna mais adequado para a preparação de produtos como o chantilly.

Creme de leite em caixinha (UHT)

Nessa versão, “o creme de leite é aquecido a uma temperatura bem maior: 140 a 145ºC, capaz de matar todas as bactérias nocivas à saúde”, esclarece o especialista. Clique aqui para saber mais. “Por isso, ele chega a durar até 6 meses nas prateleiras, sem necessidade de refrigeração – o que, aliás, economiza no consumo de energia”. Também não precisa de preservantes.

Creme de leite em caixinha da Tetra Pak

Com uma duração tão mais vantajosa, pode ser que, ao longo do tempo, ocorra a separação da gordura presente naturalmente no creme de leite – algo que aconteceria também com o creme de leite pasteurizado, se ele não se estragasse antes. Para evitar que isso ocorra, são adicionados alguns estabilizantes ao produto.

Estabilizantes - a palavra pode assustar, mas não deveria. “Os estabilizantes são substâncias regulamentadas pelos órgãos fiscalizadores e sempre adicionadas em quantidades pequenas que não fazem mal  à saúde”, reforça Pedro. Inclusive, boa parte dos estabilizantes utilizados nos cremes de leite são extraídos de algas marinhas, como a carragena e o alginato, ou do próprio leite, como a caseína. Isso é resultado de muitos anos de pesquisas científicas.

O creme de leite em caixinha também possui menores teores de gorduras, o que o torna uma boa opção para quem está de olho nesses índices – e, embora não vire um chantilly perfeito, ele é adequado a uma infinidade de outras receitas culinárias.

Dieta saudável

Mas se o creme de leite é feito, basicamente, de gordura, ele é saudável?

A resposta está em uma alimentação equilibrada! Tudo dependerá da quantidade consumida e da variedade de alimentos que você ingere todos os dias. Dessa maneira, não será preciso abdicar para sempre de estrogonofe, bolos, omeletes, quiches, mousses e outras delícias que podem ser preparadas com o ingrediente. Os valores nutricionais podem variar de acordo com cada marca e produto, mas você pode ter uma ideia geral por esses dados da TACO – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos:

NUTRIENTE QUANTIDADE % VD*
Valor energético 221.5kcal=930 11%
Carboidratos 4,5g 2%
Proteínas 1,5g 2%
Gorduras saturadas 11,8g 54%
Gorduras monoinsaturadas 5,1g -
Gorduras poli-insaturadas 0,5g -
Cálcio 82,7mg 8%
Vitamina A 127,7ug 21%
Manganês 0,0mg 0%
Magnésio 7,5mg 3%
Colesterol 66,3mg -
Lipídios 22,5g -
Fósforo 118,5mg 17%
Ferro 0,3mg 2%
Potássio 118,7mg -
Cobre 0,0ug 0%
Zinco 0,3mg 4%
Riboflavina B2 0,1mg 8%
Sódio 51,7mg 2%

* % Valores diários com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades.

Economia na cozinha

Além de evitar o desperdício de energia elétrica, por não precisar de refrigeração, o creme de leite em caixinha vem em porções ideais para consumo, o que reduz sobras e descartes. Além disso, as embalagens longa vida são totalmente  recicláveis – é só separá-las para a coleta seletiva e procurar o ponto de entrega voluntária ou cooperativa mais próximos de você no Rota da Reciclagem.


 

Fontes consultadas:

Tabela nutricional
Revista Food Ingredients Brasil
Prato fundo
Ciência do leite

Visite regularmente os profissionais de saúde e alimentação de sua confiança. Esse site possui conteúdo meramente orientativo e complementar.

Uma ideia sobre “#comosefaz: creme de leite

  1. Pingback: #comosefaz: creme de leite – 2BOX – A escolha certa para sua saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>